Guia dos Padrinhos e Madrinhas

Os padrinhos de casamento são peças fundamentais na cerimônia e na vida dos noivos. Eles costumam ser pessoas queridas, próximas e que fazem parte da história do casal. A escolha deve ser feita com carinho e cuidado, porque eles serão testemunhas desse momento especial e, depois do casório, continuarão acompanhando e aconselhando os noivos.

Há quem diga que os padrinhos são parte da família do casal, ainda que não tenham laços sanguíneos. Quer saber um pouco mais sobre os padrinhos de casamento? Então continue lendo o nosso artigo e obtenha informações importantes para tomar decisões acertadas a esse respeito.

Qual o papel dos padrinhos?

Os padrinhos são as pessoas especiais que estarão no altar, bem ao lado dos noivos e de seus pais. Eles testemunharão de perto o enlace que está prestes a acontecer, reafirmando publicamente o quanto eles se importam com os noivos. A tradição propõe que os padrinhos ajudem o casal no que for preciso, tanto nos preparativos do casamento (festa, chás, despedida de solteiro etc), quanto na vida a dois.

Use a consideração, esqueça o interesse

Nada de convidar alguém distante ou aquele tio abastado pensando em um bom presente de casamento. Fica feio e deselegante, afinal, na relação entre padrinhos e apadrinhados, o sentimento deve sempre falar mais alto que o materialismo. Comumente os padrinhos dão os melhores presentes de casamento, porém, nunca deixe de convidar alguém que você ama e realmente quer por perto para priorizar um casal sem muita afinidade, mas com alto poder aquisitivo. As pessoas percebem o interesse e mais à frente os noivos podem se arrepender da escolha.

Como formar os pares de padrinhos?

A regra básica é nunca separar os casais casados ou noivos. Isso pode gerar um grande mal estar, além de sinalizar que não gosta do casal como um todo e que apenas um dos dois é importante. Quanto aos amigos solteiros, você pode juntá-los, mas é bom que se conheçam antes. De qualquer forma, se um deles estiver namorando, converse antes para descobrir se ele ficará à vontade de entrar com outra pessoa.

Use o bom senso para delimitar a quantidade de padrinhos

Não existe uma regra oficial em relação à quantidade de padrinhos, mas o que vale em qualquer situação é o bom senso. Para determinar o número de casais, avalie o tamanho da igreja, a duração da cerimônia, o porte do altar e o conceito do seu casamento. Evite cortejos muito extensos. Seis casais de cada lado é um bom número, mas há quem defenda que dois casais é suficiente, além de ser mais elegante.

De qualquer forma, ninguém melhor do que os noivos para decidirem quem não pode deixar de ser padrinho. Cada caso é um caso, cada história de amor é uma história de amor. Se o casal tem 20 casais de amigos do peito e o casamento será em um local aberto, sem muitas regras, por que não?

Que roupa os padrinhos devem usar

Se os noivos estiverem pensando em um traje ou cor específicos, isso deve ser detalhado no convite. Mas de modo geral, madrinhas devem usar vestido longo e os padrinhos devem usar terno, fraque ou meio fraque. Em cerimônias diurnas o ideal são as cores claras, tecidos fluidos, penteado alinhado, joias discretas e maquiagem leve. Detalhes metálicos podem ser usados apenas nos acessórios. Em cerimônias noturnas, as madrinhas podem usar brilho, tecidos encorpados e maquiagens marcantes, mas sempre tomando cuidado para não ofuscar a noiva.

E aí, gostou das nossas dicas? Compartilhe suas opiniões conosco e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *